Resenha: Velozes e Furiosos 8

Olá pessoal,  tudo bem? Fazia um tempo que eu não ia ao cinema, porém revolvi ir esses dias e assisti Velozes e Furiosos antes que, saísse do cinema. Afinal, essa deve ser uma das últimas resenhas da internet, né não? HAHA. Enfim, esse mês de Junho pretendo ter mais 3 resenhas de filmes que estou bem ansiosa para estrear. Chega de enrolação e vamos ao post, certo?

Depois que Brian e Mia se aposentaram, e o resto da equipe foi exonerado, Dom e Letty estão em lua de mel e levam uma vida pacata e completamente normal. Mas a adrenalina do passado acaba voltando com tudo quando uma mulher misteriosa faz com que Dom retorne ao mundo do crime e da velocidade.

20170413-velozes-furiosos-8

Eu não posso ter uma opinião tão formada em relação aos outros filmes da “saga” afinal, só assisti o 6 e esse. O filme tem tudo que realmente se espera, é ação do começo ao fim e é muito bom, te deixa ligado e não entedia. Começa com tudo bem calmo, até que Cipher, a vilã, sequestra Elena e seu filho, que foi uma amante de Dominic e consequentemente, faz com que o filho seja dele também. E Dominic é obrigado a se virar contra seu time para proteger a família que, mal sequer, sabia que tinha.

As atuações e as lutas foram bem coreografadas, fazendo ambas impecáveis. O filme é basicamente uma surra de testosterona, Megan e Letty sendo das “únicas” mulheres não suprem o excesso de músculos dos atores haha. Sobre os efeitos especiais também não tenho reclamações, vai de cena na congelante Rússia até míseras explosões bem tranquilamente.

Creio que o espírito do filme não tenha sido perdido ao longo dos anos, afinal temos carros, corridas, lutas, tiros, crimes cibernéticos e mais. Paul Walker, nunca esquecido, é homenageado com o filho de Dominic, recebendo o nome do personagem, Brian. Além das cenas hilárias que Tej e Roman causam. “Ninguenzinho” estrelado pelo deus grego Scott Eastwood também arranca boas risadas e suspiros.

4ba154a9439a5b0e83efd0bf4caa9c00
melhor brotp do filme ❤
Anúncios

5 filmes românticos para chorar ~ou não?~

Olá pessoal! eu sei, eu sei. Demorei dessa vez não é? Mas hoje vim com uma postagem diferente, tipo um top 5 de filmes de romance, que por sinal é meu gênero favorito, que me fazem realmente chorar, tive que me segurar para não colocar as queridinhas comédias românticas. Lembrando que nem todos são manteiga derretida como eu, ok? Ah, e mais uma coisa, tentei colocar filmes que tenham na Netflix, mais fácil né? haha.

~~ NÃO ESTÁ EM ORDEM ~~

still-of-felicity-jones-and-eddie-redmayne-in-the-theory-of-everything-2014-large-picture-600x350

  • A Teoria de Tudo (2014)

A Teoria de Tudo é um filme baseado em fatos reais, além de ser britânico. Ele conta a vida de Stephen Hawking, um físico e sua vida com Jane antes e depois dele ser diagnosticado com ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica). A atuação de Eddie Redmayne é impecável e deixa tudo mais emocionante, e ainda se amarem no meio de tanta dificuldade. Além da determinação que todos filmes de matemáticos e científicos em geral trazem,  não? Sem spoilers, vejam para saberem o final. Hahaha! ~traz o lençinho~

travis-gabby

  • A Escolha (2016)

A Escolha é um filme baseado no livro de Nicholas Sparks e quem é que não conhece esse louco  que ama fazer romances tristes? Eu poderia citar todos os filmes que foram baseados em seus livros mas me controlei haha. A trama é sobre Travis um cara estabilizado que não acredita em relacionamentos, até que Gabby se muda para a casa ao lado, porém ela tem namorado, e aí? Confesso que o filme é um pouco arrastado, mas o fim vale tão a pena que não tem como não recomendar. O coração fica aflito 40 minutos antes do fim. 

Filmes-sobre-viagem-no-tempo-Te-Amarei-Para-Sempre

  • Para Sempre te Amarei (2009)

Esse filme já mexe um pouco com fantasia, digamos assim. Ele conta a história de Henry que é vítima de uma mutação genética, conseguindo viajar pelo tempo sem controlar, e Claire que se apaixona por ele, mas são tantos desencontros e incertezas. Afinal, ele vai e volta do nada e a vida de Claire tem que continuar, não? Independente disso, o filme é emocionante e a atuação de Rachel McAdams não deixa a desejar, já seu parceiro são outros quinhentos haha.  ~~chorei horrores~~

491144.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

  • Simplesmente Acontece (2014)

Esse filme é muito bom, lembro quando fui na estreia no cinema e sai com o rímel borrado. Eu, particularmente, odeio passagens de tempo em tudo. Tipo o filme do nada passa 2 anos, 10 anos, sabe? Nesse filme acontece isso, mas isso não me fez odiá-lo. A trama basicamente é: Alex e Rosie são amigos inseparáveis que cresceram juntos. Tudo muda quando Alex ganha uma bolsa de estudos e passa a morar nos EUA. Depois de tantas decisões erradas, e até decisões que nem chegaram a ser tomadas, o tempo os reúne de novo e aí sim dá certo. hahaha!  ~~dei umas boas risadas também~~

The_Notebook_Still

  • Diário de Uma Paixão (2004)

E aí vem Nicholas Sparks de novo, mas nada mais que merecido né? Quem nunca assistiu esse filme, pode procurar na internet agora (sim, saiu da Netflix 😦 ) e assistir. Esse é um dos meus filmes favoritos  e eu assisto ele repetidamente se puder. Tem de tudo, tem briga, personagens cabeça dura, guerra, família enxerida, problemas por dinheiro, doença e muito romance. Um filme completo, com passagem de tempo que me fez amá-lo. ~~traz um rolo de papel higiênico~~

=> BÔNUS:

19485539.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

  • O Primeiro Amor (2010)

Esse filme é mais adolescente, mas não deixa de ser uma graça. Eu não chorei daquele jeito mas não pude deixar de falar pra vocês. Assisti esses dias e me apaixonei. Depois de assistir, aquele ditado: só sente falta quando perde, nunca fez tanto sentido pra mim. Assista para entender! Hahaha ~~não tem beijo :(~~

Bom gente, escrevi bastante não? Espero que gostem das recomendações e desse tipo de postagem, mas pra frente posso fazer com outros gêneros (?). Prevejo resenha de Logan e A Bela e a Fera esse mês? Hahaha, aguardem. Beijos ♥